04/04

Recebo uma mensagem no celular hoje às 07:10 da manhã. Ouvi e achando que era o marido, acordei e li. Não. Era algum co-worker bem intencionado me dando dicas de como ajudar meus alunos. Às 07:10 da manhã. Vou descobrir ainda quem mandou, não está identificado. Mas olha, deve ter sonhado comigo pra me mandar uma mensagem essa hora.

Ontem foi nosso aniversário de 5 anos. Passamos em cidades diferentes. Então perceba o mal humor descomunal dessa pessoa ontem e nessa manhã de quinta-feira que trabalho até às 22:00hs.

Corpo doído, ando dormindo mal pacas. Neste momento, 9:54 da manhã, ainda na cama, sem tomar café, tomei mil remédios e voltei pra debaixo do edredom, com 3 gatos. Assisti o episódio final de Gossip Girl. Acabou. Team Blair Forever ❤

Anúncios

01/04

Aula preparada, ratatouille no forno (comi uma versão com passas na casa de uma amiga que adorei, mas hoje não tinha em casa), roupa na máquina – não é mentira. Segunda-feira já começa assim. Estou aqui, mas minha cabeça está em SJC.

Atualizei meu currículo, porque a transferência de um campus de Hogwarts para outro não deu certo. Eu tenho uma noção de que faço muita coisa em Hogwarts entre minhas aulas de Defesa contra as Artes das Trevas (muito útil sempre nessa vida), mas depois que você coloca no papel até te assusta.

Susan Miller avisou que Março seria duro, um mês desses que você tem que ter cautela. Foi assim, mas acabou. E olha o que ela twitta sábado: “wait for new moon, April 10 and beyond to send out those applications. The Leo in you will be glad you did.”. OK, super vou esperar pra mandar esses currículos.

Oi, Abril. Tô fazendo ratatouille pra você.

um fio

Essa semana apareceu o primeiro fio de cabelo branco. Não tirei e ainda não sei se vou tingir – outros virão, inevitavelmente. Há algo de digno em um fio branco, olho pra ele encantada. Por enquanto deixa estar.

Dri

Eu sinto muito a sua falta. Logo que cheguei em Campinas e fui andar em um parque cheio de umas árvores, quis saber que árvores eram aquelas e me deu um desespero de não poder te perguntar, porque você certamente ia saber. Mas eu lembrei: eucaliptos. Por causa do eucaliptos eu tinha você um pouco mais perto.

Mas hoje faz uma noite amena, dessas de ficar na varanda sentindo o vento batendo na pele de mansinho e o céu promete estrelas, dessas igual que se vê no mato. E eu penso em todas as constelações que você me mostrava enquanto a gente sentava no bar pra tomar cerveja, falar da vida e principalmente rir dela. O mundo seria um mundo melhor com mais Dricas por aí. Então hoje eu invento as minhas próprias constelações, de feijão e de coração de escorpião, quem sabe você  não está olhando pra elas também.

peixe espalmado

No almoço de domingo. A primeira vez que eu comi peixe espalmado foi na casa da mãe do Giovanni. O pai dele planejou um churrasco catarinense e a mãe dele quase roubou a cena com o peixe assado. Aqui em casa já virou receitinha certeira – até dei meus palpites, como colocar erva-doce no fundo da assadeira.

Eu adoro me aventurar na cozinha e achei uma pessoa que gosta de cozinhar junto comigo. Hoje tem arroz carreteiro (daqueles prontos) com lentilha e lingüiça calabresa defumada e salada de alface com hortelã.

E italiano é um bicho difícil de agradar, mas eu como agora sou a mais italianinha das japonesas já sei (uma teoria que a gente elaborou): se você não quer comer é porque está com algum problema, se não repete o prato é porque não estava bom, se não come pela terceira vez é porque repetiu só pra agradar, sem falar que – NÃO se levanta da mesa depois de uma refeição. Agravante. Assim como cortar o macarrão na hora de comer (enrola na colher, pelamor!) – da série coisas que não se faz.

31/07: Hoje eu estava assistindo aquele programa While You Are Out no People&Arts e o designer resolveu fazer uma moldura pra um espelho enorme colando macarrão na moldura. Ele pergunta pra Leslie (que é a costureira) se ela quer ajudar. I’m italian. I’m not allowed to touch that. Comofas? Well, you’re using pasta to make a frame, it´s like sacrilege to me.

hahahaha.