the greatest

the greatest

Anúncios

esse/essa

Esse lugar (Cat Power)

Esse lanche

Esse cabelo.

Antes de ontem recebi minhas primeiras visitas oficiais na casa nova, dessas de receber com chá preto e canapé de brie com nozes e mel. Ganhei uma orquídea, que agora fica no balcão da cozinha junto ao manjericão roxo e ao manjericão anão. Os gatos estão se comportando e deixando as plantas em paz, porque o vaso de fitônia não durou nem um dia.

Fim

Ouvindo Cherokee.

Fim de feriado prolongado e agora mesmo comecei a me organizar para essa semana. Trabalhos para corrigir, aulas para preparar, artigos para ler, aulas da faculdade que voltaram… Sempre tem alguma coisa, né? E daí nada. Tirei foto dos gatos, fiz café pra comer com torrada e geleia de frutas vermelhas (ainda me acostumando com a vigente regra ortográfica), dou um sorriso toda vez que vejo as cadeiras de vichy azul. Fiz uma mani/pedi de manhã, a inspiração foi essa:

 

Setembro

Pode marcar: é quando Sun da querida Chan Marshall (a.k.a. Cat Power) vai ser lançado.

Eu gostei de todas as re-interpretações (‘The Covers Record” e “Jukebox”). Mas eu gosto mesmo é de coisa autoral e depois de 6 anos: SUN – ouça Ruin – uma faixa ensolarada de piano e guitarra – que ela mesmo toca. E o disco acabou de ser produzido por ela mesma dias depois de terminar com o Giovanni (ver post anterior).

Quando ela volta ao Brasil? Quero muito vê-la de novo e dessa vez mais no piano e na guitarra que da última vez.