o esforço combinado

“Nothing of me is original. I am the combined effort of everyone I’ve ever known.”

Chuck Palahniuk, Invisible Monsters

DOMINGO

Hoje eu aceito isso, de ser o esforço combinado de todas as pessoas que já conheci, de todos os lugares que vi e vivi. Não me cobro tanto, de ter a fagulha da originalidade acesa 24 horas por dia. Há de se lutar por ela, entretanto.

Já faz 2 meses que estou em casa. Não estou contando, mas hoje não sabia que dia da semana era (quinta? sexta já talvez?) – hoje é quarta-feira, hump day. Quando se está trabalhando essas coisas não te escapam. É puro deleite, confesso, ficar em casa nos horários que você previamente estaria trabalhando; pra mim a hora mágica é as 3 da tarde, porque inescapavelmente eu estaria no meio de uma aula, ou reunião, ou whatever.

Devoro livros, filmes, notas musicais, café. Leio os livros de receita daqui de casa (Nigella, Martha, Rita me fazem companhia). Há dias em que tudo inspira e tantas idéias fluem, outros dias, como hoje, frios e sonolentos, e inevitavelmente infrutíferos. Há tantos planos em ação, fico feliz deles estarem acontecendo, pouco a pouco.

Life has a way of working itself out 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s