blusa de telinha e cabelos

Qual a influência da mídia no jeito que você se veste? Mesmo quando eu não consumia moda (e por consumir moda eu digo estar mais informada de como ela é criada, feita, vendida, etc) eu pegava influência dos meus filmes e bandas preferidos. Dito isso, ontem a querida Denise Arcoverde (pra mim ela sempre vai ser a Denise do Síndrome de Estocolmo, um de dois blogs que eu lia diariamente na hora do café da manhã), que hoje mora em Seul (Coréia do Sul), fez uma observação bastante pertinenente (o blog meio que migrou pra conta do Facebook dela e o pessoal agora interage por lá).

denise telinhaAqui no Brasil a moda viraliza, massifica mesmo. Em 2011 foi a calça vermelha – eu tinha um par e usei muito pouco. E desde o meio de 2013 foi a tal da blusa com telinha (tule). A aplicação de tule em roupas de festa e de carnaval sempre existiu, acho que ela está falando do tule na blusinha do dia-a-dia.

blusa tule 1

CaptureCapture1

Concordo. Cada um usa o que quer (eu mesma não tenho nada com essa telinha de tule, não porque não gostei de nada, mas porque a única coisa que eu tinnha gostado na loja com essa telinha não tinha do meu tamanho – mas esse problema fica pra outro dia) – mas concordo – o problema é a massificação, todo mundo andando meio igual. Quando vou às lojas e a vendedora me fala “isso aqui tá vendendo igual água”, logo penso: “não, obrigada”. E mesmo não comprando coisas x y z, ainda assim acabo parecida com outras pessoas, usando as mesmas coisas. Meu problema com a massificação é que até quem foge é massificado.

The Devil Wears Prada - pile of stuff

The Devil Wears Prada – pile of stuff

MirandaVocê acha que isso não tem nada a ver com você. Você abre o seu guarda-roupa e pega, sei lá, um suéter azul todo embolado porque você está tentando dizer ao mundo que você é séria demais para se preocupar com o que vestir. Mas o que você não sabe é  que esse suéter não é somente azul. Não é turquesa. É cerulean. E você também é cega para o fato de que em 2002 Oscar de la Renta fez uma coleção com vestidos somente nesse tom. E eu acho que foi Yves Saint Laurent, não foi? Que criou jaquetas militares em cerulean. E o cerulean começou a aparecer nas coleções de muitos estilistas. E logo chegou às lojas de departamentos. E acabou como um item de liquidação nessas lojinhas de beira de esquina. E foi assim que chegou a você. E sem dúvida esse azul representa milhões de dólares em incontáveis empregos. E é meio engraçado como você acha que fez uma escolha que te exclui da indústria da moda, quando, na verdade, você está usando um suéter que foi selecionado para você pelas pessoas nesta sala entre uma pilha de “coisas”.

A Joanna Goddard (que escreve para revistas como Glamour, New York, Elle, Marie Claire), escreveu sobre algo similar em abril de 2013 em seu blog A Cup of Jo – O que todo mundo está usando em Nova Iorque:

nyc-street-style-spring-2014-trends

Nessa primavera em Nova Iorque, está acontecendo algo engraçado: Todo mundo está usando as mesmas roupas. Se você andar na rua no West Village, você basicamente passa por dez garotas usando os mesmos itens acima. É muito estranho.

Então não é uma coisa só de Brasil. No Japão eu observava o mesmo.

O que nos leva aos cabelos:

Capture2 Capture3

A verdadeira coragem e audácia no Brasil é ter cabelos castanhos. E com ondulado ou crespo. Eu li umas dez vezes esse comentário, porque por mais óbvio que seja, é o que é. Dia desses quando estava no salão havia uma menina de uns 8 anos alisando o lindo cabelo afro. E a avó e a mãe reforçavam: “Agora sim, está uma boneca“. Aqui no Brasil a gente vive essa coisa irreal de viver por padrões nórdicos: traços finos, delicados, cabelo loiro – quando a realidade é que nosso cabelo enrola, nossa pele queima e arde no sol e nossos quadris são largos.

Anúncios

4 comentários sobre “blusa de telinha e cabelos

  1. Leila disse:

    Não resisti de comentar porque minha mãe reparou aqui que todas as inglesas são iguais. Meio padronizado, foram as palavras dela, mas acho que eh a realidade do mundo. Aqui esta na moda – o tal do Lob nos cabelos (e eu queria tanto fazer esse corte, kkkk); tons pastel nos cabelos; a scarf xadrez da Zara (que se não for da Zara pode ser da Primark, rs); saia com meia-calça preta escura; gorrinho de bichinho. E se eu for honesta, tenho quase todas as coisas adquiridas aqui, rs e queria o corte de cabelo (não vou colorir porque com 31 tons pastel não combina, mas… rsrsrsrs).
    Esse fenomeno da moda acaba sendo muito ruim para ter uma personalidade própria.

    • giselleimai disse:

      Boa observação da sua mãe, Leila! 🙂

      Esse long bob foi febre nas blogueiras de moda por aqui também, só deu o povo tosando o cabelo. Deu vontade? Claro. Mas já tive o cabelo desse comprimento, quando dá vontade (muita!) vou lá e olho umas fotos – passa. Aos quase 36 estou achando o que fica bem pra mim: cabelo tem que ser pra baixo do ombro e cabelo chocolate ou mais escuro. Todas essas coisas que você mencionou eu usaria (sou shameless), até o gorro de bichinho, mas e aí? Estação que vem estarei eu atrás de uma nova trend? Eu tenho uma veia muito consumista e pra mim é difícil escolher peças perenes. Mas estou tentando.

      Beijoca!

      • Leila disse:

        Eu tbm sou shameless, kkk. Sobre cabelos… Eu tbm vejo as fotos antigas para me lembrar que tal coisa não fica bem em mim (por exemplo, apesar de ter feito isso em 2014, eu sei que franja não cai bem E minha franja curta vira uma rebeldia imensa de cabelo para qualquer lado, rsrsrs), mas mesmo assim, as vezes eu tento. Com relação a cor, em mim não fica bem escuro, MAS para não ter que tingir aqui, esta escuro mesmo, kkk. Mas o corte long bob, que com a minha quantidade excessiva de cabelo deve ficar capacete em mim, eu ainda não desisti, risos! Bjokas

  2. Pingback: Crítica |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s