lendo e assistindo no momento

complete Sherlock HolemsEsse foi meu presente de natal do marido. Uma edição de colecionador de Sherlock Holmes do Sir Arthur Conan Doyle. Ainda estou no Volume I e a maioria das histórias eu já li, mas nunca na cronologia certa, isso é verdade. Eu havi esquecido o quanto eu gostava de Sherlock Holmes até assisitir o seriado Sherlock o ano passado, com o bonitinho do Benedict Cumberbatch.

sociopath

A quarta temporada começa a ser filmada esse mês, mas ainda vamos ter que esperar até o ano que vem pra assisti-la. Note to self: rever a série antes das férias acabarem. Esse Sherlock Holmes é bem mais próximo do Sherlock que eu sempre imaginei, ao contrário do encrenqueiro, mulherengo feito por Robert Downey Jr. Eu adoro ele, o Robert Downey Jr. – por causa de Ally McBeal, claro – mas o Sherlock do Cumberbatch é mais verossímil e crível.

Outra série britânica que estou assistindo é Black Mirror. Não conhece? Não sabe do que se trata? Corre pra ver. Como o criador da série disse ao The Guardian: O black mirror (espelho negro) do título é o qual você encontra em toda parede, mesa, na palma de toda mão; a fria e brilhante tela de uma TV, um monitor, um smartphone. A série explora a vida diária e o lado negro da tecnologia.

E voltando ao Robert Downey Jr. (isso já está parecendo aquele jogo, 6 Degrees of Kevin Bacon – mas parece que dá pra jogar com o Downey Jr. também!), ele comprou os direitos do episódio “The Entire History of You” (aquele com o re-do) pra virar filme. Esse episódio me fez lembrar de um filme:

the final cut

The Final Cut tem um viés diferente, as pessoas tem um chip implantado na cabeça que grava toda sua vida, mas as pessoas não são capazes de acessar essa gravação – quem faz isso são os cutters (editores), pessoas que são contratadas após a sua morte pra editar sua vida em um filme pra ser passado no seu funeral. Corta-se o ruim? A violência que você cometeu ou sofreu? Como as pessoas só ficam sabendo se tem o chip aos 21 anos (nem todo mundo pode ter um implante, porque é caro), muitas mudam de vida ou atitude após saberem do implante, o chip redentor podemos dizer.

Já em The Entire History of You de Black Mirror, as pessoas tem um chip implantado (grain) que as permite rever suas vidas ao toque de um controle remoto.A última forma de entretenimento. As repercussões são muitas, mas o episódio foca bastante em relacionamento. Sabe aquele negócio de você dizer que falou uma coisa e a pessoa insistir que você falou outra? Pois é, com essa tecnologia nao tem mais isso, porque além de rever sua vida, você pode transmiti-la em sua TV.

cookie

Meu episódio preferido até agora: White Christmas.

Mas o meu episódio preferido de Black Mirror até agora foi o especial de natal, White Christmas. Corre pra assistir.

Anúncios

2 comentários sobre “lendo e assistindo no momento

  1. Leila disse:

    Oi Gi!
    Ganhei do meu pai de Natal um livro do Sherlock que tem a versão original e a versão em inglês para ser usado para fins educacionais. Meu pai viu no jornal que a autora estaria em Campinas, comprou o livro, pediu o autógrafo e conversou com ela. No blog da autora consta que eu sou sua nova amiga, nossas histórias são parecidas, rs. Como eu só li Hounds of Basketville anos atrás, curti a ideia. Hj ou essa semana vou entrar em contato com vc por um outro assunto, mas só queria comentar as coincidências. Bjokas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s