Provando cerveja artesanal – Dead Panda Brew – Teddy Brown – Oatmeal Chocolate Porter

IMG_0465

Essas 3 cervejas artesanais vieram diretamente do Maranhão, onde meu amigo Alysson Steimacher leciona na UFMA. Professor de física por profissão e mestre cervejeiro por vocação, ele diz que

Um dia, talvez eu largue tudo e monte uma cervejaria. Mas, por ora, é só um hobby bastante divertido.

De vinho e cerveja eu entendo muito pouco, ou melhor, entendo só do que eu gosto. Como eu disse que prefiro cervejas escuras, ele colocou na seleção enviada uma Stout/Porter.

Porter

Esse estilo nasceu das docas to Tames em London, onde estivadores ou carregadores (porters) se deliciavam em cervejas escuras feitas pelos pubs locais, dando origem ao nome. Uma porter era tradicionalmente servida com ostras, a comida mais barata disponível aos estivadores.

De aspecto escuro, teor alcoólico médio, notas a cereais torrados e, por vezes, café e caramelo, as Porter e a maior parte das Stout são cervejas com forte presença, capazes de ombrear com um vinho bem encorpado. Não por acaso, os vinho full bodied (encorpados) são os meus preferidos: Merlot, Malbec, Shiraz… Mas divago. Essas cervejas, como tal, são excelentes para acompanhar frutos do mar e guisados de carne. Sugestões também dadas pelo próprio Alysson. Então decidi fazer uma carne de panela simples e servir com arroz e salada de folhas verdes.

Stout ou Porter?

A verdade é que não há muitas diferenças entre stouts e porters hoje em dia. Ambas contem a maioria dos mesmos ingredientes, como os grãos torrados escuros, que confere à essas cervejas sua cor preta característica, produzindo sabores também caraterísticos.

Teddy Brown – Oatmeal Chocolate Porter (Dead Panda Brew)

IMG_0516

Excelente criação! Não tenho copo específico para Stout (aceito recomendações), então servi na taça de vinho que eu serviria um Merlot. Voou falar um pouquinho de aparência, sabor, aroma e sensação. A recomendação é não servi-la estupidamente gelada como é preferência nacional, e sim fresca. O rótulo é fofo e caprichado, e a tampinha coroa é colorida, diferindo para cada tipo de cerveja ,de aspecto glossy.

IMG_0514

Tem um creme bege, com coloração marrom claro e de duração média. Meu paladar não é aguçado, não senti o gostinho dos nibs de cacau – apenas no aroma, aí sim, aroma bem achocolatado. Achei bem encorpada. Final amargo proveniente do lúpulo e da torrefação. Com certeza uma cerveja que se estivesse disponível no mercado transitaria entre as minhas preferidas.

Mais sobre o Alysson e a Dead Panda Brew aqui ou no Facebook.

Pesquisa:
http://www.cervejasdomundo.com/Pairing.htm

http://drinks.seriouseats.com/2014/03/beginners-guide-to-british-beer-styles-porter-stout-what-is-esb-mild-bitter-ipa-history-england.html

http://www.highlandbrewing.com/craft-brews/style/oatmeal-porter

Anúncios

Um comentário sobre “Provando cerveja artesanal – Dead Panda Brew – Teddy Brown – Oatmeal Chocolate Porter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s