tudo novo de novo

A adaptação no trabalho não tem sido das mais fáceis e diariamente me pergunto se meu lugar é mesmo ali. Hogwarts deixou marcas muito profundas no meu jeito de trabalhar.

Não entendi o povo dessa cidade ainda. Sabe criança quando tem problema ou só chora ou só regride o comportamento porque não sabe o que fazer? Essa sou eu agora aos 34 anos.

Acordei hoje cedo pra corrigir coisa de aluno. E um deles escreveu uma coisa tão fofa. Essas coisas me fazem ficar, por enquanto. Achar a alegria, esse tem sido meu trabalho.

Anúncios

3 comentários sobre “tudo novo de novo

  1. natalia disse:

    Oi! Leio seu blog e te acompanho de longe há um tempo . Me identifico muito com sua leitura de mundo e estilo de escrita . cheguei aqui por acaso quando buscava no Google algum blog criado por professor de língua mas que mostrasse uma visão pessoal do ensino e não uma perspectiva fria e científica . Vi que você não falava mt sobre ensino mas gostei do que vi.Hj não Resisti! Eu sou professora de inglês tbm e já passei pela mesmíssima situação. Mudei de cidade, então novos hábitos, novos colegas Etc . A princípio não me senti acolhida tbm e até desvalorizada mas aos poucos fui entendendo a dinâmica da cidade, mudei de escola e fui fazendo meu caminho . leva tempo, mas vc vai achar seu lugar…pra depois perder de novo . faz parte . Nada é tão estável . Mas na Vdd, o que me motivou mesmo a escrever foi seu comentário sobre as justificativas das suas ações pedagógicas e a constatação que seus colegas talvez não consigam fazer o Mesmo . O que isso quer dizer?Vc acha que a teoria antecede a prática ou que uma prática reflexiva produz melhores professores e ainda, esses professores por possuírem técnicas muito deputadas, atualizadas, contextualizadas atingem mais ou melhor os alunos?…Foi um Testamento! RS!mas parte de sua proposta com o blog deve ser interagir, né?! São só insights de uma quinta Nublada!

    • giselleimai disse:

      Definitivamente uma prática reflexiva produz melhores professores. Por que estou fazendo isso? Qual a intenção? O que quero despertar em meus alunos? Essas e outras mil perguntas sempre estão em meu dia-a-dia. Carrego uma cópia de Pedagogia da Autonomia comigo sempre 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s