pé de manjericão, gatos e bolo.

Estou adorando ler o 3×30: Solteira, Casada, Divorciada.

Porque sou trintona. Porque já fui os três. Porque nesses dias de blog de moda que só fazem propaganda, ler um blog bom é muito bom. Por isso minha versão deste post.

2 coisas (muito muito) simples que me fazem feliz:

 – Chegar em casa;

É tão gostoso chegar em casa! E casa nesse contexto, não é bem o lugar físico. Mas onde o seu coração está, igual naquele ditado. Tirar o sapato, sair abraçando os gatos, fazer janta, ficar com o Gi, sentar no banco da varanda e ver o pôr-do-sol. Como eu tenho ficado o tempo todo em casa, só me dou conta disso quando fico o dia fora.

– Cheirinho de bolo assando no forno;

Esses dias fiz bolo de fubá com erva-doce, mas passou do ponto, ficou meio queimado embaixo – ninguém comeu. Mas o bom mesmo é antes do bolo ficar pronto – o cheiro que invade a casa. Esse de fubá com erva-doce me faz pensar que eu moro na fazenda, me faz querer tanta coisa – um estilo de vida mais simples, andar na grama descalça. O de coco me lembra festa, luzes coloridas, música, vontade de sair dançando. O de chocolate me faz querer coberta e chuva.

Anúncios

7 comentários sobre “pé de manjericão, gatos e bolo.

  1. Larissa disse:

    Um bom bolo de chocolate ou cenoura me faz ficar feliz no mesmo instante.
    Outro comentário, esse pôr-do-sol da foto tá digno de puxar uma cadeira e assistir como o pequeno príncipe.É da sua janela?

  2. Drica disse:

    Inesquecíveis os pés de manjericão no quintal da sua mãe, lembra?? Ali, assim, na janela da cozinha…
    Nunca consegui fazer um pé de manjericão “vingar”, e olha que eu tento… furto ou mesmo compro mudinhas, mas nunca! =/ Minha vizinha está tentando cultivar uma no pé da árvore… dedos cruzados! =)

    • giselleimai disse:

      Sim, aquele pé de manjericão enorme! No Japão eu não consegui manter o pé de manjericão plnatado o quintal (quando morava no térreo e no térreo tinha um quintalzinho), mas consegui ter um belo jardim de hortelã.

      Tem um tipo de manjericão que eu amo, Dri, é o manjericão gigante. Ele tem as folhas bem grandes, lisas e lustrosas. Ai como queria ter os dedos mais verdes…

      Beijo, muita saudade!

  3. Drica disse:

    saudade, saudade, não sai do meu cotidiano essa palavra… a gente precisa pensar, num futuro não muito distante, sobre um encontro, hein. não falo dessas férias, pois terei aula todos os dias (exceto domingo), só em dezembro mesmo que terei uma folga… precisamos planejar algo! beijos!

  4. Ricardo Maciel disse:

    Fique tranquila com seus bolos que não derem certo. Só me ligar e oferecer café. Eu levo a geléia, você não sabe os milagres de uma boa geléia em um bolo que não deu certo. Aí a gente toma café e proseia e eu me uno com o Giovanni pra falar mal de você. Tudo na maior amizade. Sinto saudades.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s