o dia em que a música morreu

buddy.jpegvalens.jpegtbopper.jpeg

Foi assim que o Don McLean eternizou esse dia em sua música American Pie*, aquela que a Madonna regravou. E quase toda coletânea em cd que faço, tem essa música no meio. Quando ele diz  “I can’t remember if I cried, when I read about his widowed bride, but something touched me deep inside, the day the music died” (Não me recordo se chorei quando li sobre sua noiva aviuvada, mas algo me tocou profundamente, no dia em que a música morreu) – se refere à mulher de Buddy Holly, um dos maiores ícones do rock, que em uma fatídica noite de 3 de Fevereiro de 1959, 50 anos atrás, caiu de avião com Ritchie Valens e o J.P. Richardson (The Big Bopper) à bordo. Na foto da esquerda para direita, 6 dias antes do acidente, no backstage da turnê, em Minnesota – Buddy, Valens e The Bopper.

A história de Ritchie Valens foi contada em La Bamba, o filme homônimo de um de seus sucessos (eu gosto mais de Oh, Donna). E ele nem era pra estar naquele avião, que foi alugado pelo Buddy Holly e sua banda, ele tirou o assento numa virada de moeda com um dos membros da banda. E eles eram tão novos, também. O Buddy Holly tinha só 22, o Ritchie Valens 17 e o Big Bopper 28. A importância do Buddy Holly, contemporâneo do Elvis Presley, no rock foi tremenda. Um cara magrelo de óculos grossos que fez todos os nerds parecerem legais e influenciou profundamente Paul McCartney e outros nomes do rock.

E Fevereiro é um mês muito frio, se não O mais frio pra quem mora no hemisfério Norte. E eles caíram em um milharal (e eu que já não gostava de milharal por causa do Malachi (lê-se malakai), passei a gostar menos ainda quando soube da história pela primeira vez). E eu nunca me esqueço da data, porque é o aniversário do meu Pai. Amo você, pai.

*E eu não sabia que a letra tinha umas referências pesadas sobre ele. Aqui tem toda a letra esmiuçada, em inglês.

**E a minha parte preferida da música é essa: “…Do you believe in rock n’roll? Can music save your mortal soul?…” e eu penso baixinho: sim. Sim.

Anúncios

2 comentários sobre “o dia em que a música morreu

  1. LuRussa disse:

    Querida, posso te perguntar uma coisa ?
    Em NY, vc ficou o mês todo num hotel ??? pode me dizer o nome do hotel ?

    nossa, ñ fica mto caro morar em um hotel ???

    bjo

    LuRussa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s