eight days a week.

38 no seu termômetro. 34.5°C lá fora. Eu, quase 30.  E eu pensando, 38, 38, 8+3=11, 1+1=2. Dois. Dois. Dois é um número bom, nada de mal vai te acontecer. E daqui no nono andar em nossa cama te mostro a lua. São Jorge que te proteja e todo meu amor também.

hoje foi dia do professor. estou doente desde segunda e ausente no emprego. não sei se alguém pensou em me levar algo. tipo maçã. quase que fui hoje, doente e tudo, só pra ver se alguém ia me dar uma maçã. mas escola de língua não tem o papel social de educar que se espera de uma escola regular, nem sei se eu me incluo, entende.

The nineties is the new eighties.

Depois dos jeans acid wash (bem clarinhos manchados) apareceu pro verão 2009 uma tendência super nineties: a calça sarouel ou drop crotch pants (foto), uma coisa Mc Hammer (lembra de can’t touch this?). E eu que adoro uma tendência estranha, já tenho a minha. Confortável, molinha, chic com salto e despojada com sandália baixinha.

Drop the crotch, babe.

*foto: chictopia
Anúncios

3 comentários sobre “eight days a week.

  1. Lina Kihara disse:

    Oi, desculpe a invasão.. eh o seguinte..
    Fiz uma busca sobre brechos no Japão, area de Nagoya.. encontrei algumas coisas, inclusive alguma coisa no seu blog.
    Acho q nao estah mais por aki, mas falava de um big, mega brecho em Nagoya, e eu soh keria saber.. “onde fika isso?”.
    Moro numa cidadezinha proxima, por aki encontro alguns poucos Recycle Shops.. mas nada muito ó!
    Se puder me dar a dica…
    Thank´s and have a good day!

    resposta:
    Oi Lina, tudo bem?

    Pois é, já estou de volta ao Brasil. Mas vamos ver: a cidade é Toyohashi, em Aichi-ken, onde eu morava. O problema é que não dá pra te garantir que o brechó ainda existe, porque voltei pro Brasil em fevereiro, mas se você quiser arriscar, é o seguinte: na avenida principal em frente á estação centralde Toyohashi tem um shopping meio falido e velho, o Meiho, o brechó fica no segundo andar e é bem grande e o preço é único, todas as peças por 500 ienes. Mas é aquilo, tem que fuçar. Não sei se vale a pena uma viagem só pra isso, você pode se decepcionar. Eu mesma ia lá várias vezes e saía de mãos vazias, mas é porque eu gosto de brechó.

    de qualquer forma, quando eu morava em nagoya tinha uma loja de coisas usadas que eu adorava ir, fica em sengen-cho, é só pega o metrô pro bairro de sengen-cho e a lojinha fica na saída 3 ou 4, não me lembro exatamente, lá tem muito kimono barato.

    É isso, good hunting!

  2. Lina Kihara disse:

    Oi! Valeu.. mas fika fora de mão mesmo… Toyohashi! (interessante “shopping meio falido e velho”). Mesmo assim.. muito obrigada!
    Tenho certo interesse por brechó, e essa ondinha vintage.. mas tem q ter estilo e bom senso, senao fika somente com cara de antiguidade…
    Vou de Shimamura e Unqlo mesmo! huhu
    Qto a sengen cho, vou lah conhecer..
    Eh isso!
    ありがとうございました

    resposta:
    Adoro Shimamura! E compra bastante coisa lá, porque aqui as mesmas coisas na ZARA custam o quádruplo do preço 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s