peixe espalmado

No almoço de domingo. A primeira vez que eu comi peixe espalmado foi na casa da mãe do Giovanni. O pai dele planejou um churrasco catarinense e a mãe dele quase roubou a cena com o peixe assado. Aqui em casa já virou receitinha certeira – até dei meus palpites, como colocar erva-doce no fundo da assadeira.

Eu adoro me aventurar na cozinha e achei uma pessoa que gosta de cozinhar junto comigo. Hoje tem arroz carreteiro (daqueles prontos) com lentilha e lingüiça calabresa defumada e salada de alface com hortelã.

E italiano é um bicho difícil de agradar, mas eu como agora sou a mais italianinha das japonesas já sei (uma teoria que a gente elaborou): se você não quer comer é porque está com algum problema, se não repete o prato é porque não estava bom, se não come pela terceira vez é porque repetiu só pra agradar, sem falar que – NÃO se levanta da mesa depois de uma refeição. Agravante. Assim como cortar o macarrão na hora de comer (enrola na colher, pelamor!) – da série coisas que não se faz.

31/07: Hoje eu estava assistindo aquele programa While You Are Out no People&Arts e o designer resolveu fazer uma moldura pra um espelho enorme colando macarrão na moldura. Ele pergunta pra Leslie (que é a costureira) se ela quer ajudar. I’m italian. I’m not allowed to touch that. Comofas? Well, you’re using pasta to make a frame, it´s like sacrilege to me.

hahahaha.

Anúncios

7 comentários sobre “peixe espalmado

  1. amanda disse:

    ay, agora tenho medo de comer com vocês.
    eu jogo farofa em cima do macarrão (mania adquirida na bahia) e corto, porque é mais fácil comer.
    gordinha pride.

    falando em gordinha, eu não repito.
    não posso.

    ai voces perdoam né?

    resposta:
    AMAAAANDA!
    Como assim joga farofa no macarrão? deusquemejesuis.
    Mas no quesito repetir: entendo.
    Beijo e quando você vier a gente faz um desse pra você 🙂

  2. Fabi disse:

    minha familia é italiana tb.. me dá medo almoçar na casa das minhas tias.. hahhaha

    resposta:
    Italianos eu tiro de letra. Eu sou a italiana mais japonesa que tem por aí, te falo 😉

  3. Dane disse:

    ahah
    pegou o jeito mesmo. Os italianos mais tradicionais desaprovam a colher. Mas se você estiver comendo bem, não irão se importar. Eu acabei sendo o contrário – uma italiana que tem como melhor amiga uma japonesa. Então neutraliza lindamente a vida, de verdade. Você vai ver como isso vira uma parte integrante da gente. ahah

    Parei com a xaropada, tou viajando já 😉

    resposta:
    Magina, Dane. Mas esse equilíbrio é legal, não? Eu adoro.

  4. daned disse:

    Sim, eu acho que me fez muito bem. Fiquei mais sensivel, não sei, mas calma também. Fora que, ao conviver muito de perto com japoneses, seu conhecimento culinário se expande em 200%. 🙂

  5. mayra disse:

    eu tbm corto o macarrão demora muito enrolar na colher??? vc nao vai achar ruim quando eu for provar o seu macarrãoe encher de queijo ralado e cortar tudo???
    ah e eu quero a receita desse peixe pq pra roubar a cenar do churrasco do pai do Gi ele deve ser muito bom. bjs nos 2 e obrigada por fazer esse menino comer coisas prestaveis

    resposta:
    Hahaha, você enche de queijo e corta e a Amanda enche de farofa e corta 😉 Vocês eu deixo, vai 🙂
    Ele disse que já vez pra você esse peixe, Mayra! Com o triplo de maionese oi. Mas deixa comigo, que agora até salada e granola ele gosta 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s