algumas coisas

A gente tem que falar antes que se engasgue. Não vou voltar mais para o Japão. E estou me separando.

Pronto. Agora posso começar a falar de meus planos. Voltei a trabalhar e vou prestar vestibular para Moda. Estou procurando um apartamento pequeno para me mudar. E estou bem. De verdade.

E achei uma fita cassete do MANO NEGRA que ele me deu quando a gente se conheceu. E eu chorei. E acho que tenho mesmo que chorar se der vontade. E eu ouvi Salga la Luna umas dez vezes antes de dormir.
Anúncios

9 comentários sobre “algumas coisas

  1. Larissa disse:

    Eu realmente admiro a sua coragem de mudar tudo, assim.
    Trocar o certo pelo incerto, como dizia Neruda. É uma das virtudes da vida, acredito.
    Parabéns, pela independência!

  2. Giovanni disse:

    Por ter passado pela mesma coisa recentemente achei que teria algo que preste p/ falar mas fiquei na dúvida. Com certeza o que virá é melhor do que veio (essa é clássica). Pra mim foi (está sendo?) um período de redescoberta… eu acho que nem sabia mais quem eu era. Estou feliz com as descobertas. No final das contas é só olhar pra trás e dar risada de todas as loucuras, sabendo que crescemos.

    Ah, e sobre o “Eu estou bem, de verdade” do post, hahahaha… lembrei quando EU falava isso e nínguem acreditava, achavam que eu estava me enganando ou sei lá o que. Mas era REAL… eu estava bem e pronto. Mania do povo de achar que você vai ficar no fundo do poço, que queira voltar, sei lá… só sei que eu ficava p*** da vida com isso. Que é foda é… mas pô, não precisa piorar. Af.

  3. amanda disse:

    nada a ver com o assunto, estou no pc alheio com um teclado estranho e um mouse sem fio que não é nada confiável.

    so aviso que adorei te conhecer, e que vou adicionar seu blog na minha lisitinha

    😀
    abraços.

  4. dabidomo disse:

    Fiquei passado com a notícia, mas desejo que você alveje todos os seu novos planos. Vida nova, cabeça erguida, uma bela soundtrack e bola pra frente.

    Te cuida!

  5. Abul-Fadl Nadr al-Atrabulusi disse:

    *creio (pela dedução então) que “fosga-se” (bem escrito é assim) não exista no Brasil. É uma expressão de surpresa e inesperado. Uma cara de olhos bem esbogalhados (abertos)
    Muita surpresa mesmo, quer dizer, você falou tanto da viagem ao Brasil e depois… eu já estava à espera para quando você chegasse ao Japão e depois isto.

    Mas surpresa apenas mesmo. Óbvio que estou com você! Como todos, estou certo, leitores do blog =)
    *

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s