Fahrenheit 451

451.jpgclarisse.jpg

E falando da Julie Christie, nomeada ao Oscar de melhor atriz em Away From Her, da Sarah Polley, lembrei que ela está em um dos filmes que eu adoro, o Fahrenheit 451* do Truffaut**. Eu li o livro pela primeira vez há 5 anos atrás e desde então já o reli muitas vezes, faço notas com post-it e faço highlight nas partes que mais gosto. Eu não tenho uma relação muito preciosa com meus livros – acho que um livro é tão querido quanto ele é manuseado e se ele sustenta algumas cicatrizes como orelhas e marcadores em neon é porque eu o amo muito para deixá-lo em perfeito estado.

451 é a temperatura em fahrenheit em que ocorre a combustão do papel, nesse caso, livros. A história se passa numa sociedade totalitária onde livros são proibidos e bombeiros existem somente para queimá-los. E é uma sociedade que lentamente progrediu pra isso, uma sociedade que parou de ler e se entregou ao entretenimento vazio e barato e toda uma falha do sistema educacional que não incentiva mais o conhecimento. E quando o governo passa a baní-los e então, queimá-los, ninguém se choca ou se mostra contra. É uma sociedade de carros ultra-rápidos e conseqüentemente outdoors de propaganda que foram ficando maiores e maiores para os carros poderem ler e salas com aparelhos de tv do tamanho da parede.

O Ray Bradbury, o autor do livro que foi publicado em 1953, diz que o filme Moulin Rouge resume esse pensamento. Porque a câmera nunca pára e fica quieta,  o bombardeio de imagens substitui, então, o pensamento. E a molecada de hoje, que não lê, só joga vídeogame, vê novela, reality show e quando vê filme não digere, não subverte a ordem. E a apatia, a falta de curiosidade. Mas sempre vai ter, eu acho. The Book People, igual ao livro. Gente que agora não fica escondendo os livros, apenas os lê e os memoriza. Me emociona demais essa parte, quando um deles diz ao Montag: “… Alguns de nós vivem em cidades pequenas. O Capítulo Um de Walden do Thoreau mora em Green River, o Capítulo Dois em Willow Farm, no Maine. E em uma cidade de Maryland (…) está os ensaios completos de um homem chamado Bertrand Russel…” e ele segue a falar que você vira as pessoas como páginas e algum dias todas essas pessoas serão chamadas uma à uma para recitarem o que sabem e colocar tudo em escrita novamente.

* Essa edição que eu tenho é a edição de 50 anos do livro, quando comprei em 2003. E em highlight está uma das muitas passagens que eu gosto.
**  E esses dias mesmo falei que ainda não vi Jules et Jim. Ele e o Godard, os gênios do cinema francês, adoro À bout de souffle e a Jean Seberg tá linda nesse filme.
Anúncios

6 comentários sobre “Fahrenheit 451

  1. Rayla disse:

    Não conhecia esse livro, mas gostei da história
    Alguém falando na sua orelha que ‘ler é legal’ e um livro que fale sobre coisas que interessem a pessoa ou que tenha uma linguagem atrativa, fazem qualquer um gostar de ler, até o mais viciado em vídeogame, já fiz isso com alguns amigos e deu certo hahahaha

    =*

    resposta:
    Então coloca na lista, de livros pra ler antes de morrer 🙂 E é bem por aí, incentivar a leitura nos amigos que não gostam de ler, adorei.
    Beijo.

  2. Drew disse:

    Chelsea Girl veio do Ride? Eu achei que fosse por causa da Nico.
    Eu não vejo muita graça em Ride, não. No máximo duas ou três faixas são legais, mas não gosto mto do resto. Bem como da Nico, que voz, cu-ruzes! Hehe… pronto, podem me queimar na fogueira!
    Eu ainda não vi esse filme. E não sabia que tinha o livro… Tenho de perder boas horas nos sebos…
    Beijo!

    resposta:
    Tenho certeza que foi do Ride, que veio o nome. Imagina. Ele era tão Ride-freak. E eu vi ele no youtube tocando com o Mark Gardener. Imagina, seria eu tipo tocando com a Chan (se eu tocasse). Ride também não é my cup of tea, mas eu até que gosto e ouço de vez em quando, ainda muito melhor que muita banda por aí, né. Então faz assi, leia o livro primeiro! E gente, eu sempre achei que se a ZI quisesse ela poderia ser a nova Chan, a nova PJ. Que voz ela tinha. Beijão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s