yummy yummy yummy I got love in my tummy

014.jpg

Bolo de milho verde e coco, com creme, que eu fiz nessas férias pra tomar café da tarde. E nem pergunte a receita, porque esse foi à olho. Porque depois de tantos anos assando bolos, só agora sei da arte de cozinhar à olho. Eu me lembro que eu ficava pasma como as pessoas conseguiam cozinhar sem medida alguma. Como assim não vai medir? Onde estão as regras que regem o mundo das receitas? Quantas xícaras? Quantas gramas?!! AAAAH! Mas depois você começa a prestar atenção. Naquilo que todo mundo fala, mas ninguém pode te ensinar: o tal do ponto. Bater até dar ponto. Colocar farinha até dar ponto. Mas depois você aprende da resistência na massa contra a colher (sou daquelas que bate tudo na mão. até uma receita de maria mole. fiquei quase 1 hora batendo) e você até se pergunta depois. Como assim eu não conseguia?

Mesma coisa quando eu era pequena e via as pessoas tocando piano. Eu tinha noção de que existiam notas. E com essas notas você fazia a música. Furthermore, todas essas notas estavam no teclado. Pra mim tocar piano parecia tão complicado como tentar acelerar um átomo em casa. Como você sabe onde as notas ficam? Até que um dia eu fui fazer órgão. O instrumento que sofre mais preconceito no mundo, acho. E as primas todas faziam também. Até que o Maravilhoso Mundo Secreto das Notas Musicais foi revelado pra mim. Ainda acho piano lindo. Babo de ver minha hermana tocar. Eu fico toca isso, toca aquilo. E eu sou famosa. Por saber tocar uma música só. É que quando teve um recital eu tive que treinar a mesma música por meses. Ano passado, quando minha irmã ainda estava aqui, sempre que íamos à algum lugar que vendia instrumentos musicais a gente ia se sentar no piano e tocar. E eu ficava toca Evanescence. Toca Tori Amos. Toca, toca, toca. E ela falava assim pra mim. Agora você, toca sua música. E lá ia eu tocar Murmures do Paul Seneville. E ela sempre tenta. Me ensinar teoria musical. Mas acho difícil ler a clave de fá.

E bolo de milho me lembra das festas juninas do Brasil. Alguém esse ano come milho verde assado e toma quentão por mim? Mas aqui em Junho já está calor. Dá vontade de tomar quentão agora, nesse frio.

ouvindo: Shine (Ben Lee)

Anúncios

7 comentários sobre “yummy yummy yummy I got love in my tummy

  1. giovanni disse:

    Eu fiz vários anos de orgão e nunca entendi esse preconceito contra o instrumento. Acho que as pessoas não sabem o que estão falando, talvez nem eu saiba agora depois de tanto tempo, mãs…

    Eu tinha aula todas Terças e Quintas, e através de uma janela enorme nós conseguíamos acompanhar a aula da turma de teclado. Nós (eu?) pensávamos em como aquele povo estava lá só por “moda” e que as músicas que eles aprendiam, nós podíamos tocar plantando bananeira. No orgão dava para fazer muito mais coisa, pedais, estilos, etc, etc. Meio nostálgico ficar falando disso agora. A nossa professora só passava músicas difíceis, mais classicas e tal.

    O conservatório até que tinha um tamanho razoável e a dona as vezes fazia questão de levar o pessoal para casa na Variant azul piscina dela. Bons tempos.

    resposta:
    O povo do piano tem preconceito contra o povo do órgão, o povo do órgão acha o povo do teclado meio palha e o povo do teclado? Tem sempre um underdog na história, né. E isso dava um filme, tipo Little Miss Sunshine, só que em vez da kombi ia ser uma Variant azul cheia de alunos indo pra algum recital. E daí a variant ia quebrar e aí a gente começaria a focar na vida dos alunos… Assistia fácil esse filme.

  2. amanda disse:

    ah, andei te vendo muito no blog do giovanni (comentario acima) e hoje decidi vir aqui o seu. gostei bastante. morei no japao de 1998 à 2000 e sinto saudades de várias coisas.

    a maior de todas é de takoyaki!!! haha

    um abraço.

    resposta:
    Takoyaki! Quando fui para o Brasil senti falta de oniguiri de konbini, com a alga crocante.

  3. Andrea disse:

    AHHHH fala sérioooooo, q bolo é esse??? Hmmmmmmm…eu amo bolo cremosinho, ai ai…vc vai ter q dar um jeito de me mandar essa receita, hahaha!!!! Meu filho vai nascer com cara de bolo de milho, rsss!!!! Adoro milho, adoro coco…deu pra perceber q estou surtada em relação a comida né? Rssss….
    Eu melhorei minhas habilidades na cozinha depois q cheguei aqui no Japão. No começo minha comida era horrível, afffff, achei q não dava pra coisa, mas aos poucos e com MUITA paciência estou melhorando e me arriscando mais 🙂
    Por falar em receitas e comida (HMMMMM!!!!), vc me deixou viciada em shortbread, hahaha, juro!!!! Até vc postar a receita aqui e nem sabia o q era e certa vez andando pelo mercado de importados vi essa bolachinha. Descobri q ela existe em vários formatos e comprei para experimentar. O que é isso??? Q delicia!!!! Derrete na boca né??? Eu estava levando para comer no serviço com café…mas dei um tempo, afinal é gostosa, mas tem calorias atééééé!!!!!
    Minha bisavózinha sempre fazia tudo a olho na cozinha e eu ficava encantada…tb achava q era impossível fazer uma coisa dessa, rsss, vivendo e aprendendo!
    2 sonhos da minha vida: aprender a tocar piano e violino, como é lindo de se ver!!! E parece mesmo bemmmm complicado!!!! Quem sabe um dia 🙂
    Quentão é tudo de bom mesmo, mas sinto mais falta do vinho quente, ôô coisa boa né??? Só falei de comida aqui né? Kkkkkk….
    Me fala uma coisa, o q vc acha dessas faculdades on line? Eu fui pesquisar sobre a UNIP e eu queria fazer pedagogia, me pareceu bacana, afinal a gente acha q logo vai embora do Japão e o tempo vai passando, passando…eu mesma já tenho 1 ano e meio aqui 😦 E me sinto meio lesa em não estar estudando nada…vim pra cá faltando 6 meses para terminar a facul de letras…anta é pouco…masssss, agora já foi!!!! A facul on line dura 3 anos e vc só vai na sede deles fazer a prova bimestral…vc já pensou em algo parecido?
    Hoje não vou postar…tô meio desanimada…ontem fiz meia hora extra na fábrica e já fiquei o caco, hahaha!!!!
    Agora q a gente se entendeu vc vai ter q aturar esses comentários enormessss, rsss!
    Comprei minha esteira pela Nissen sim, 30 mil, barato né? Nas lojas de esportes sai bem mais caro. Eu já deixei a minha na sala para não virar cabide mesmo, rssss!!!!
    Vc gosta de animais??? Eu AMOOOO e depois q vim pra cá esse amor ficou maior ainda, nem carne eu ando comendo mais…se bem q nunca fui chegada mesmo!!!!!
    Vc tem orkut??? Lá eu tenho mais fotos dos meu fedidinhos peludos, rsss, são minha paixão esses 2 danados! Vc já viu um de pertinho? Aqui no Japão são bem comuns né?
    O creme de leite japonês só uso pra doces mesmo…acho ele aguado demais para usar no estrogonofe…tem uma comunidade no orkut q fala sobre os produtos japoneses q podemos usar no dia-a-dia, é bem interessante!!!!
    UFAAAA…acho q é só!!!! Vou lá tomar meu chá verde (ecowwww) e depois o trabalho me aguarda, ainda bem q amanhã é sexta 🙂 UHUUUU!!!!
    Beijos menina, se cuida!!!!

    resposta:
    Déa, sabe que eu não sei da credibilidade dessas faculdades online, mas acredito que qualquer conhecimento ganho nunca é em vão. Eu tenho uma amiga Pedagoga (né Dri?) e acho que a faculadade acrescentou muito na vida dela. E os seus ferrets são tão fofos! Às vezes dá vontade de ter um.

  4. Drica disse:

    meo, que isso… meu bolo de milho tem a espessura (diagramtura? hmpf!) de um sulfite, mas fica bonzinho. “dá pra comer”. há uns tempos descobri uma receita que se usa o milho em conserva no lugar das espigas, mas nem de longe o sabor é o mesmo…
    essa história de dar o ponto é muito cozinha da ofélia, viu? rs…coisa de “pro” …rs…é q tenho uma amiga, um tanto idosa, é verdade, que toda vez q eu pergunto da receita do bolo de milho ela vem com esse papo de olho… eu ainda preciso de medidas!… e muita sorte! haha…

    beijos!

    resposta:
    Mas sabe que esse bolo é de milho verde em lata? (e o Richard Olney deve estra se revirando na cova). Não tenho tempo não, de ralar milho. Um dia, quem sabe. E você deveria fazer essa amiga te ensinar os truques, desses aí que ninguém ensina em livro de receita.
    BEIJO!

  5. helenafelix disse:

    Não tem como eu não pedir a receita. Pode dar um jeito de descobrir, porque eu to entrando aqui toda hora e fico babando nessa foto.
    ai ai ai.

    resposta:
    Tá feito. A próxima vez que eu fizer eu anoto as medidas 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s