Emo

Todos os dias.

Muitas pessoas chegam aqui procurando “poemas emo”. Por causa daquele post. Me faz coçar a cabeça, essas coisas. Porque eu não sei bem ao certo o que essas pessoas querem. Só pelo fato de elas estarem procurando por “poemas emo”, me assusta. Porque isso pra mim não existe. Existe, talvez, em algum lugar da minha realidade, uma percepção emo de um poema. Tipo Eloisa to Abelard do Alexander Pope (e o nome DAQUELE filme que é de morrer foi tirado desse poema, né). Mas sei lá. Talvez as pessoas queiram tradução de letra do Hawthorne Heights, que é o que se passa por emo esses dias.

Porque veja bem.

Eu sou do tempo que emo não era a franja do Pete Wentz (e nem tô falando mal do Fall Out Boy, veja, porque se eu tenho um defeito grande na vida (segundo algumas amigas) é esse: gostar de Fall Out Boy). O que era chamado de emo no meio dos anos 80, foi um negócio revolucionário no meio do punk rock. Porque era coisa de macho, punk rock. Música de macho. Roda de macho. E aparece Rites of Spring e Embrace. Sem lápis no olho. Isso pra mim é emo, fia. Sunny Day Real State e Mineral também. Será que eu tô ouvindo a Nessa dizer Dag Nasty e Braid também? Ela poderia escrever melhor sobre isso. Com mais paixão também.

E como os emos se vestem e tal. Eu nem sei dizer. Eu sou da época que a gente imitava o Spock. Franjinha híper-curta e cabelo preto. Até óculos falsos eu tinha e usava agasalhos justos e saia plissada. Sei lá. E não sei onde down the road emo virou sinônimo de reclamar, de depressão. Ai, francamente. Cansei, hein.

Anúncios

2 comentários sobre “Emo

  1. dane disse:

    Na decada de 80 eu nao tinha muita consciencia musical, mas fico pensando se uns icones do post punk (tipo ian curtis) nao eram vistos como sao os supostamente emos hoje. Acho que nao. Sei lá, acho que hoje a galera só se sente bem levando ao extremo alguma imagem, algum sentimento. Daí fica tudo meio alegorico e bizarro. Quando nao é isso, é algum revival de epocas passadas. SEi lá, sem identidade. Desculpa se o comentario ficou meio incoerente. eheh

    resposta:
    Nem ficou. Incoerente, digo. Porque eu estou na mesma linha de pensamento, desse da alegoria. E revival meio que enche, né Dane? Eu sou tão mais do presente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s