o oposto

E deixa eu te contar que nesse final de ano eu tomei umas resoluções. Bem sérias até. Porque Orkut e Fotolog serviram pra alguma coisa pelo menos; serviram de filtro tanto pra cortar relações de vez com pessoas as quais eu por um motivo ou outro do distante passado ainda teimava em querer ser amiga quanto pra fortalecer algumas que eu achava ter perdido. Tanta gente que eu achava bacana se tornou meio insuportável até. Acontece. Até um tempo atrás eu sofria demais com isso. Mesmo. Mas a verdade é que com 28 anos na cara eu aprendi (tem gente que aprende bem antes) que a gente amadurece e endurece um pouco – mas só o suficiente pra não ouvir tanta bullshit dos outros. E o lado que não endurece tanto aprende a valorizar quem te gosta de verdade, né.

the-opposite-seinfeld.jpg

Tem um episódio da quinta temporada do Seinfeld The Opposite* – que o George Costanza (acima, no mencionado episódio), resolve fazer tudo ao contrário do que ele normalmente faz só pra ver se alguma coisa na vida dele dá certo. É um dos melhores esse (e recentemente teve uma votação no Yahoo pra saber qual o melhjor episódio e o The Soup Nazi tava ganhando. Discordo, hein? Nem vi o resultado depois, meio indignada e tudo).

Pois é. Mais ou menos isso. Deal with it.

*um trecho do episódio, porque é muito bom mesmo:

George : It’s not working, Jerry. It’s just not working.
Jerry : What is it that isn’t working?
George : Why did it all turn out like this for me? I had so much promise. I was personable, I was bright. Oh, maybe not academically speaking, but … I was perceptive. I always know when someone’s uncomfortable at a party. It became very clear to me sitting out there today, that every decision I’ve ever made, in my entire life, has been wrong. My life is the opposite of everything I want it to be. Every instinct I have, in every aspect of life, be it something to wear, something to eat … It’s all been wrong.

( A waitress comes up to George )

Waitress : Tuna on toast, coleslaw, cup of coffee.
George : Yeah. No, no, no, wait a minute, I always have tuna on toast. Nothing’s ever worked out for me with tuna on toast. I want the complete opposite of tuna on toast. Chicken salad, on rye, untoasted … and a cup of tea.
Elaine : Well, there’s no telling what can happen from this.
Jerry : You know chicken salad is not the opposite of tuna, salmon is the opposite of tuna, ‘cos salmon swim against the current, and the tuna swim with it.
George : Good for the tuna.

Anúncios

Um comentário sobre “o oposto

  1. dane disse:

    Eu ainda estou no processo de não me afetar com esse tipo de coisa. Engraçado, comigo um blog foi o estopim da redefinição de relações. As pessoas se ofendem facilmente e querem por perto apenas aqueles que apoiam toda e qualquer idiotice que elas fazem. Qualquer crítica é sinônimo de torcer o rabo. Depois as mesmas pessoas ainda tem coragem de falar que ter ficado “endurecida” pra essas coisas é sinonimo de não aproveitar a vida ao máximo ou algo assim. Menos mal, né, pelo menos essas coisas servem pra revelar umas coisas bizarras nos outros.

    resposta:
    Pois é, Dane, no meu caso essa reação não foi por nada em específico. São apenas pessoas que não acresentam absolutamente nada em minha vida. Cansei, sabe?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s