a mesma coisa que fazemos todas as noites, Pinky.

E não posso dizer que estou triste de ver o verão acabar. Mesmo porque eu não sou a pessoa mais praiana do mundo, verão praia, verão bronze. Eu sou do verão piquenique, ficar na varanda no sítio e ver o ouro fulvo do ocaso* e ver os vagalumes quando escurecer. E o frio não me dá melancolia alguma, eu adoro o frio. Espero por dias azulados saídos diretamente de Sleepy Hollow do Tim Burton.

Toda estação me satura de um jeito ou de outro, no pico do verão eu fico sonhando com o vento gelado no rosto e nos cabelos (embora eu tenha dias preguiçosos em um parque verde e sorbets) e no pico do inverno eu me imagino escorrendo de suor pra tirar o frio que faz os ossos doerem (embora eu tenha dias ainda mais preguiçosos debaixo das cobertas e chá com biscoitos).

Frio é sopa de batata ou cenoura, filme do Polanski com mantinha na sala comendo pipoca e tomando chá, cachecóis compridos, café da manhã de panquecas e chocolate quente.

Espero que nesse inverno eu já esteja com a carteira de habilitação. Tá certo que vou perder todo aquele ritual de tomar latte na estação ouvindo Elliott Smith e ver a miríade de pessoas no trem. Oh well…

*e minha irmã sempre me prova que ela é a mirmã mais velha por algum motivo, tipo PORQUE ela é a irmã mais velha: quando ela recita coisas assim do Bilac e eu fico “hã”? You’re the greatest, Tata.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s