segunda, Iemanjá e frio.

Saí do trabalho de bicicleta e fui até a estação de trem. E esqueça a data em que o inverno começa – quando você sai e seu rosto e suas mãos congelam em 2 minutos, o inverno chegou. Parei em uma loja de conveniência (que os japoneses chamam de kombini – do inglês convenience store) e peguei um latte do Starbucks e inerte pelo frio sorvo o latte pensando que o logo do café em questão parece Iemanjá.

Já na estação de trem, um senhor lê um livro de pernas cruzadas, um rapaz folheia sem interesse uma revista e uma mulher ao meu lado troca e-mails em seu celular e balança o pé. Em meu canto penso que amanhã preciso vir de touca e um cachecol mais grosso. A estação então vazia se enche de rostos pálidos, pessoas segurando copos de papel com café. Já no trem, sento-me ao lado de uma mulher em seus 25 anos, praticamente embrulhada em um cachecol que chega-lhe às bochechas, ela parece um origami. Ela senta-se polidamente segurando uma enorme bolsa e um saco de papel. Aposto que tem pão dentro.

Mais um dia que acaba.

Anúncios

Um comentário sobre “segunda, Iemanjá e frio.

  1. andrea disse:

    Oi Gi….nem fale em frio meninaaaaaaaaaaaaa o q é isso, haha, eu fico congelada qd volto do serviço, pior q naum estou acostumada com esse frio, ui ui…fico toda vermelha!!!!!
    Tem um café desse aqui perto de casa, qq dia preciso ir lá, parece ser gostoso, bjssss moça!!!!

    resposta:
    Eu odiava andar de bicicleta no frio. Odiava, past tense, saca? Vento gelado no rosto é muito bom, é só colocar um lenço no rosto e Cat Power no ouvido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s